FITOCOSMÉTICOS: DESENVOLVIMENTO DE HIDROGÉIS PÓS-SOL COM DE EXTRATOS DE CALÊNDULA E AVEIA

Autores

  • Dayani Cela Cunha Universidade São Francisco
  • Iara Lucia Tescarollo Universidade São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.24933/e-usf.v7i2.342

Palavras-chave:

Fitocosméticos, Pós-sol, Hidrogéis, Calêndula, Aveia

Resumo

A crescente demanda por produtos sustentáveis e a tendência de vegetalização das fórmulas tem impulsionado o setor cosmético a utilizar, cada vez mais, matérias-primas de origem vegetal, reduzindo o uso de insumos sintéticos que possam oferecer risco à saúde e causar impacto negativo ao meio ambiente. Produtos pós-sol têm a indicação única para hidratar e refrescar a pele que foi exposta às radiações solares. A presente pesquisa teve como objetivo o desenvolvimento e avaliação de estabilidade de hidrogéis fitocosméticos à base de calêndula e aveia para acalmar e refrescar a pele exposta ao sol. Os extratos de calêndula e a aveia apresentam propriedades antioxidante, anti-inflamatória e cicatrizante. Foram propostas três formulações distintas de hidrogéis com base em pesquisas teóricas prévias, considerando os benefícios, facilidade de produção e estabilidade. Para garantir o desenvolvimento farmacotécnico de fitocosméticos de qualidade foram realizados os testes de estabilidade e avaliação dos parâmetros organolépticos, físico-químicos e microbiológicos. Os resultados obtidos permaneceram dentro das especificações estabelecidas para os produtos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iara Lucia Tescarollo, Universidade São Francisco

Professora do Curso de Farmácia

Referências

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nomenclatura de ingredientes. 2020. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/acessoainformacao/perguntasfrequentes/cosmeticos/funcao-ingredientes>. Acesso em: 13 jun. 2023.

ARAUJO, A.I.F.; LIMA, E.P.; SILVA, G.A.; SANTOS, O.H.; SOARES, T.F. Plantas nativas do Brasil empregadas em fitocosmética. X Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão: 2010.

BARBOSA, H.L.; TESCAROLLO, I.L. Produção de géis com extrato seco de cúrcuma longa: estudo preliminar de estabilidade e avaliação sensorial. Cap. 23., p. 217-231. In: SILVA NETO, B.R (org.). Ciências da saúde: da teoria à prática 10. Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2019. Disponível em: <https://www.atenaeditora.com.br/catalogo/post/producao-de-geis-com-extrato-seco-de-curcuma-longa-estudo-preliminar-de-estabilidade-e-avaliacao-sensorial>. Acesso em: 15 abr. 2023.

BORELLA, J. C. et al. Avaliação da espalhabilidade e do teor de flavonoides em forma farmacêutica semissólida contendo extratos de Calendula officinalis L. (Asteraceae). Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 31, n. 2, 2010.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Farmacopeia Brasileira, 6ª ed. Volume 1. Métodos Gerais. Brasília: Anvisa, 2019. n.p.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 30, de 1º de junho de 2012. Aprova o Regulamento Técnico Mercosul sobre Protetores Solares em Cosméticos e dá outras providências. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC Nº 639, de 24 de março de 2022. Dispõe sobre os requisitos técnicos para a regularização de produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes infantis. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-rdc-n-639-de-24-de-marco-de-2022-389602079>. Acesso em: 18 jun. 2023.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC Nº 481, de 26 de abril de 1999. Dispõe sobre os Parâmetros de Controle Microbiológico para os Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/1999/res0481_23_09_1999_rep.html>. Acesso em: 18 jun. 2023.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC Nº 752, de 19 de setembro de 2022. Dispõe sobre a definição, a classificação, os requisitos técnicos para rotulagem e embalagem, os parâmetros para controle microbiológico, bem como os requisitos técnicos e procedimentos para a regularização de produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes. Disponível em:

<http://antigo.anvisa.gov.br/documents/10181/5738443/RDC_752_2022_.pdf/66ee0d82-4641-441b-b807-109106495027>. Acesso em: 18 jun. 2023.

BUZZI, M.; FREITAS, F.; WINTER, M. B. Cicatrização de úlceras por pressão com extrato Plenusdermax® de Calendula officinalis L. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 69, p. 250-257, 2016.

CERVEIRA, S.T.; GARCIA, A.C.; TESCAROLLO, I.L. Delineamento experimental de protetor solar para peles negras. Revista Ensaios Pioneiros, v. 6, n. 2, 2022. Disponível em: <https://ensaiospioneiros.usf.edu.br/ensaios/article/view/281/180>. Acesso em: 15 abr. 2023.

CHEN, X. et al. Ultraviolet B radiation down-regulates ULK1 and ATG7 expression and impairs the autophagy response in human keratinocytes. Journal of Photochemistry and Photobiology B: Biology, v. 178, p. 152-164, 2018.

CHIARATO, D. G.; CAMARGO, L.S.S; TESCAROLLO, I.L. Proposta de fórmula eco-amigável para hidratante corporal. InterfacEHS, v. 14, n. 1, 2019. Disponível em: <http://www3.sp.senac.br/hotsites/blogs/InterfacEHS/wp-content/uploads/2019/07/239_InterfacEHS_ArtigoRevisado-82-91.pdf>. Acesso em: 13 jun. 2023.

EL MIHYAOUI, A. et al. Chamomile (Matricaria chamomilla L.): a review of ethnomedicinal use, phytochemistry and pharmacological uses. Life, v. 12, n. 4, p. 479, 2022.

FERREIRA A.O.; BRANDÃO, M.; POLONI, H.C. Guia Prático da Farmácia Magistral. 5a. ed. São Paulo: Pharmabooks; 2018.

FITZPATRICK, T.B. The validity and practicality of sun-reactive skin types I through VI. Arch Dermatol. 1988; n.124, p.869-71.

FONSECA-SANTOS, B.; CORRÊA, M. A.; CHORILLI, M. Sustainability, natural and organic cosmetics: consumer, products, efficacy, toxicological and regulatory considerations. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 51, p. 17-26, 2015.

FOWLER, J. F.; NEBUS, J.; WALLO, W.; EICHENFIELD, L. F.Colloidal oatmeal formulations as adjunct treatments in atopic dermatitis. J Drugs Dermatol., v.11, n. 7, p. 804-807, 2012.

GROMKOWSKA‐KĘPKA, K. J. et al. The impact of ultraviolet radiation on skin photoaging-Review of in vitro studies. Journal of cosmetic dermatology, v. 20, n. 11, p. 3427-3431, 2021.

GUAN, L.L.; LIM, H.W.; MOHAMMAD, T.F. Sunscreens and photoaging: a review of current literature. American journal of clinical dermatology, v. 22, n. 6, p. 819-828, 2021.

HARCHARIK, S.; EMER, M. D. J. Steroid-Sparing Properties of Emollients in Dermatology.Skin Therapy Lett., v. 1, n. 19, p. 5-10, 2014.

HĘŚ, M.a et al. Aloe vera (L.) Webb.: natural sources of antioxidants–a review. Plant Foods for Human Nutrition, v. 74, p. 255-265, 2019.

ISAAC, V. L. B. et al. Protocolo para ensaios físico-químicos de estabilidade de fitocosméticos. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 29, n. 1, p. 81-96, 2008.

JAIN, A. et al. p62/SQSTM1 is a target gene for transcription factor NRF2 and creates a positive feedback loop by inducing antioxidant response element-driven gene transcription. Journal of biological chemistry, v. 285, n. 29, p. 22576-22591, 2010.

KURTZ, E.S.; WALLO, W. Colloidal oatmeal: history, chemistry and clinical properties. Journal of drugs in dermatology: JDD, v. 6, n. 2, p. 167-170, 2007.

LNYTSKA, O. et al. Colloidal Oatmeal (Avena Sativa) Improves Skin Barrier Through Multi-Therapy Activity. J Drugs Dermatol., v.15, n. 6, p. 684, 2016.

LOPES, B. A. S.; JUBERTONI, I. C.; BIANCHI, R. M. da C.; TESCAROLLO, I. L.; MENIN, S. E. A. Hidratante eco-amigável para unhas à base de silício: avaliação da qualidade e estabilidade preliminar. Revista Ensaios Pioneiros, v. 4, n. 2, p. 1–12, 2021. Disponível em: <https://ensaiospioneiros.usf.edu.br/ensaios/article/view/218>. Acesso em: 17 jun. 2023.

NEBUS, J.; NOLLENT, V.; KIZOULIS, M. G. New Learnings on the Clinical Benefits of Colloidal Oatmeal in Atopic Dermatitis: Research confirms previous data on the benefit of topical coloidal oatmeal formulations as adjunct treatment in atopic dermatitis. Supplement to Consultant for Pediatricians, abril, 2014.

OLIVEIRA, J.C; MAIA, L.O; SOUZA, E.C.O.; TESCAROLLO, I.L. Avaliação sensorial e físico-química de fitocosmético hidratante formulado com óleo de buriti. Visão Acadêmica, Curitiba, v.17, n.1, Jan.-Mar./2016. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/academica/article/view/46470/28850>. Acesso em: 13 jun. 2023.

PARENTE, L.M. L. et al. Efeito cicatrizante e atividade antibacteriana da Calêndula officinalis L. cultivada no Brasil. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 11, p. 383-391, 2009.

POURANG, A. et al. Effects of visible light on mechanisms of skin photoaging. Photodermatology, photoimmunology & photomedicine, v. 38, n. 3, p. 191-196, 2022.

PREETHI, K. C.; KUTTAN, Girija; KUTTAN, Ramadasan. Antioxidant Potential of an Extract of Calendula officinalis. Flowers in Vitro. and in Vivo. Pharmaceutical biology, v. 44, n. 9, p. 691-697, 2006.

RAMOS, S. A. et al. O Uso da Avena Sativa Linnaeus (Poáceas) na Prevenção do Envelhecimento Cutâneo/The Use of Avena Sativa in the Prevention of Skin Aging. Saúde em Foco, v. 10, n. 1, p. 17-32, 2023.

REYNERTSON, K. A. et al. Anti-inflammatory activities of colloidal oatmeal (Avena sativa) contribute to the effectiveness of oats in treatment of itch associated with dry irritated skin. J Drugs Dermatol., v.1, n. 14, p. 43-48, 2015.

REZGHI, M. et al. Application of Natural Products in Radiotherapy-Induced Dermatitis: A Comprehensive Review‎. Traditional and Integrative Medicine, p. 259-287, 2021.

RIBEIRO, C. Cosmetologia Aplicada a Dermoestética 2a edição. Pharmabooks, 2010.

SAEED, S. A.; AKHTER, F.; QURESHI, Z.; M.; ALAM, M. Inhibition of Prostaglandin Biosynthesis in Extract of Oat (Avena sativa) Seeds. The Open Dermatology Journal, v.6, p. 8, 2012.

SÁNCHEZ, M. et al. Pharmacological update properties of Aloe vera and its major active constituents. Molecules, v. 25, n. 6, p. 1324, 2020.

SANTOS, A.G.; SALGADO, H.R.N.; CORRÊA, M.A.; CHORILLI, M.A.; MOREIRA, R.R.D.; PIETRO, R.C.L.R.; ISAAC, V.L.B. Fitocosméticos. In: SOUZA, G.H. B. de; MELLO, J.C. P. de; LOPES, N.P (Orgs.). Farmacognosia: coletânea científica. Editora UFOP, 2011.

SBD. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Classificação dos fototipos de pele. 2021. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/cuidados/classificacao-dos-fototipos-de-pele/>. Acesso em: 18 jun. 2023.

SHAHANE, K. et al. An Updated Review on the Multifaceted Therapeutic Potential of Calendula officinalis L. Pharmaceuticals, v. 16, n. 4, p. 611, 2023.

SIMÕES, F. V. et al. Effectiveness of skin protectors and calendula officinalis for prevention and treatment of radiodermatitis: an integrative review. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 73, 2020.

SOUZA, G.H. B. de; MELLO, J.C. P. de; LOPES, N.P (Orgs.). Farmacognosia: coletânea científica. Editora UFOP, 2011.

SOUZA, G.S.; FERREIRA, A.J.; TESCAROLLO, I.L. Hidrogéis para incorporação de óleo de melaleuca em dermocosméticos para acne. Cap. 4., p. 44-56. In: TESCAROLLO, I.L. (Org.) Farmácia e promoção da saúde 1. Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2020. Disponível em: <https://www.atenaeditora.com.br/catalogo/post/hidrogeis-para-incorporacao-de-oleo-de-melaleuca-em-dermocosmeticos-para-acne>. Acesso em: 15 abr. 2023.

TESCAROLLO, I.L.; DIOGO, G.V.A.M. Loção de aveia coloidal no tratamento paliativo da psoríase. Cap. 1., p. 1-12. In: TESCAROLLO, I.L. (Org.) Farmácia e promoção da saúde 1. Ponta Grossa, PR: Atena Editora, 2020. Disponível em: <https://www.atenaeditora.com.br/catalogo/post/locao-de-aveia-coloidal-no-tratamento-paliativo-da-psoriase>. Acesso em: 15 abr. 2023.

YAAR, M.; GILCHREST, B. A. Photoageing: mechanism, prevention and therapy. British Journal of Dermatology, v. 157, n. 5, p. 874-887, 2007.

Downloads

Publicado

2023-12-18

Como Citar

Cela Cunha, D., & Tescarollo, I. L. (2023). FITOCOSMÉTICOS: DESENVOLVIMENTO DE HIDROGÉIS PÓS-SOL COM DE EXTRATOS DE CALÊNDULA E AVEIA. Ensaios USF, 7(2). https://doi.org/10.24933/e-usf.v7i2.342

Edição

Seção

Ciências Biológicas e da Saúde